Chamada Variaveis
São João Del Rei, 01 de Setembro de 2014 :: 69 visitantes online.

PRIMEIRA NOITE DE DESFILES

Publicado em 02/03/2014


Primeira noite de desfiles traz Contos Infantis, Sertão, Datas Festivas e Inconfidência para a Avenida

       Unidos da Lata – A Escolinha de Samba que forma os futuros carnavalescos e sambistas de São João abriu a primeira noite de desfiles oficiais. Com uma bateria diferente, a agremiação, que ensaia nas proximidades do Largo do Carmo, sempre leva um tema infantil para a Avenida. A marca inconfundível são os instrumentos, todos de lata e tambores de material plástico. Contando história infantis, como a de Rapunzel (destaque no carro alegórico), A Bela Adormecida, Branca de Neve e os Sete Anões e Chapéuzinho Vermelho, a escola mostrou muita cor e animação. A Unidos da Lata tem o apoio logístico da Escola Irmãos Metralha. Além da montagem do carro no mesmo barracão, alguns diretores ajudaram na organização do desfile. Esta escola ainda não recebe verbas do município.

 

    Com o Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa, a Girassol fez um desfile bonito e correto. Alegorias primorosamente acabadas mostraram a trajetória de Riobaldo e Reinardo (Diadorim), desde a viagem do autor, com Manuelzão, pelo sertão de Minas, de onde veio a inspiração para o livro.  As Veredas de Minas foram representadas por um belo carro de bois, que merece ser guardado em algum museu. No último carro, mais um boi, esse de rodeio e de sacrifício, falando da morte de Riobaldo e seus dilemas. A escola fez um espetáculo à parte para quem estava na concentração.  Armada na Getúlio Vargas, no sentido do Rosário, a bateria da Rosa e Branco de Matosinhos subiu as escadarias do Pilar. Ritmistas da Escola, sob o comando do Mestre Carlos Alexandre, fizeram uma oração e, em seguida, um esquenta. A cena foi de arrepiar.

 

     A Mocidade Independente do Bonfim fez um desfile muito melhor do que os dos últimos anos. Com mais gente, inclusive na bateria, e com alegorias melhor estruturadas, a escola trouxe muita cor e vibração para a Avenida Tancredo Neves. Uma ala composta quase exclusivamente por negros, homens e mulheres, apresentou uma dança tribal africana. Com trajes típicos e pintura corporal, em memória dos povos africanos, que foram trazidos do antigo continente e escravizados no Brasil, eles lembraram o dia da Consciência Negra. Um parque infantil cheio de balões coloridos, com bonecos da Mônica e do Mickey e crianças, de verdade, brincando, lembrou o dia 12 de outubro. A tradicional coroa, símbolo da escola, não foi levada para o desfile (ainda que estivesse pronta no barracão). O Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira brilhou, com juventude e beleza, a dualidade entre o bem e o mal foi representada num luxuoso traje Branco e Preto, com detalhes dourados e prata.

    A furiosa, bateria nota 10 e o samba cadenciado e forte foram os destaques da São Geraldo. A Vermelho e Branco, somou o azul da bandeira francesa aos brilhos dourados de sua comissão de frente e apresentou belos carros alegóricos, com muito melhor e mais fino acabamento do que os de 2013. Todos os carros da escola trouxeram luxuosos destaques. No abre-alas, Alexandre Zanetti brilhou mais uma vez, junto com outros 3 destaques e a letra G, homenagem ao intérprete de samba Geraldo Magela (o Gê), morto no ano passado. No último carro, Tiradentes e a Bandeira de Minas, junto com uma forca e uma guilhotina, foram os elementos principais. O carnavalesco Bosco Canavez mostrou mais uma vez a força de seus enredos de cunho histórico, que são frutos de muito estudo e pesquisa. Os dois casais de mestre-sala e porta-bandeira também desfilaram com muita elegância e simpatia.

Saldo positivo e turistas contentes

    Bonfim e São Geraldo foram prejudicadas por problemas no sistema de som. Houve momentos em que foi necessária a utilização de som mecânico, reproduzindo o CD, com o samba das Escolas. Contrariando a previsão da Meteorologia, não choveu durante os desfiles.  Mas, depois que a avenida já estava vazia, a chuva começou a cair. Na Avenida Tiradentes, entretanto, a festa continuava. Com o show do grupo de pagode Reinovação, centenas de pessoas continuaram dançando. O Carnaval de rua prossegue hoje, com os desfiles de vários blocos, à tarde. Já o desfile das escolas recomeça com a Mocidade de Santo Antônio, Escola de Samba Infantil, da Rua que leva o nome do mesmo santo.  Depois, tem Bate-paus, com suas Festas Populares, Metralhas com o seu Carma do Carmo e prá fechar o desfile oficial, a campeã de 2013 traz a Coruja, símbolo da Escola, para voar alto, como Águia da Noite, na passarela do Samba.

    Policiamento reforçado e segurança particular, limpeza da pista depois de cada desfile, água potável de graça, banheiros químicos bem distribuídos, gradil para evitar a invasão da avenida, som mecânico e ao vivo na Avenida Tiradentes e o aumento da verba das escolas, além, é claro, da grande participação popular, estão garantindo a qualidade do Carnaval 2014. Vítor, 25; Nicolas, 23; Leandro, 30 e Israel, 26, vieram de Viçosa, Zona da Mata de Minas. Eles estão pela primeira vez na cidade e no carnaval de São João. “Muito bem organizada, tranquila e segura”, declara Nicolas, sobre a festa promovida e patrocinada pela Prefeitura de São João del-Rei. Aproveitando um pouquinho de cada coisa, blocos, rua e desfiles, o quarteto de amigos declara estar satisfeito com a escolha e já faz planos para voltar no ano que vem.  “Tá fazendo jus a carnaval de cidade histórica”, finalizou Vítor.

 

Texto e Fotos: Luciano Nascimento

Assessoria de Comunicação da Prefeitura

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São João del-Rei  

341 acessos nesta página desde 02/03/2014.

mais notícias

(c) 2014 - Prefeitura Municipal de São João Del Rei
Endereço: Rua Ministro Gabriel Passos, nº 199 Cep: 36.307-330 - Cidade: São João Del Rei / MG
Tel.: (32) 3379-2900 - Email: contato@saojoaodelrei.mg.gov.br
Versão: 2014.08.26